9 de julho de 2008

Sim 1980 e tal foi um ano engraçado.

O meu primo era atrevido mas não comigo, infelizmente. Atrevido era o Zé Carlos que andava um ano à minha frente mas do que ele gostava era de andar atrás. Esse sim era atrevido e tinha a mania que era muita giro e que as miúdas miúdos e tudo o que mexia estava perdido de amores por ele é claro que a malta aproveitava e fazia-se assim tipo umas brincadeiras tipo pó mais atrevidas com as”partes” do Zé Carlos e o Zé Carlos com as nossas “partes” nem sempre ao mesmo tempo e nem sempre nesta ordem sem ordem e tudo ao molho que me lembro de uma vez sermos 6 ou 7 numa casa de banho da escola a ver que tinha a maior e fazíamos “festinhas” para ver quem “engrossava” mais depressa e depois a ver quem “chegava mais longe” e um dia o Zé Carlos lançou a brincadeira do “chupa-chupa” e foi o descalabro porque o Mário João que era quem tinha a mais grossa queria ser sempre o primeiro para ficar a gozar com os outros e mandar bocas do tipo “vai, isso morde o gajo, morde vá lá. Não és homem nem és nada”. O Mário João é que tinha um primo que já andava tipo no secundário e que também gostava de brincadeiras tipo “billui bilu Tétea” é que nos mostrou o dele o primeiro a sério, daqueles que só se via nas páginas da Gina que se compra na papelaria do senhor Texugo que era coxo e que as vendia às escondidas “a ver se o teu pai não sabe senão digo que ma roubaste e depois ele arranca-te o pelo” .Esse é que nos ensinou a técnica do “cuspo” era só lamber a palma da mão para ir até ao céu. Quem nos ensinou foi o Primo do Mário João não o senhor Texugo que esse também mostrou mas foi à Susana e ela foi a gritar para casa que tinha visto visto o coiso do senhor Texugo, mas a verdade é que ele diz que não foi nada disso, ele apanhou-a a roubar rebuçados e para não contar à mãe dela que era gorda que nem um hipopótamo ela lhe bateu uma, a Susana não a mãe, ela depois veio dizer que esteve pra li mais de um tempão e aquilo não levantava que parecia uma farinheira mole e ela pra li a esfregar pra cima e pra baixo, quando se acabou os rebuçados que se foi embora com o senhor Texugo atrás dela de calças nos tornozelos “anda cá minha filha, que eu não te faço mal” O pai dela é que não achou graça e vai dai espetou um banano no velho, toda a gente achou mal, que o senhor Texugo era muito respeitado e nunca fez mal a ninguém, o certo é que a partir dai o Zé Carlos andava sempre a gamar rebuçados mas acho que nunca teve sorte. Sorte teve o primo do Mário João quando o Vasco descobriu as maravilhas da técnica do cuspo, não nele mas no primo do Mário João, é que era todos os dias, depois da escola quando chegava a camioneta era velos os dois a caminho da casa de banho do ringue desportivo. Que aquilo tinha uns balneários e a malta descobriu que se conseguia abrir as portas com um ferrinho que o Mendes tinha trazido da oficina do pai. Foi ele que arranjou o primeiro maço de kentuckys pá malta que a mãe dele tinha uma taberna, o pai do Mendes não o Mendes, um senhor muito porreiro que nos emprestava sempre as Wekend Sex para levar para casa na condição de devolver tal como estava a troco de uns servicinhos depois de fechar a oficina. Dizem, que a mim nunca me pediu nada. Infelizmente.

1 comentário:

MAISON CHAPLIN disse...

Pena eu não ter nascido uns anos antes.. Só emoções fortes ^^
upa upa